Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

douglas-loc-2017
No comando: Bom Dia Sucesso

Das 08:00 as 11:00

carol-kaybers-300x400-2018
No comando: ROTA 88

Das 13:00 as 15:30

bia-loc
No comando: Tarde da 88

Das 15:30 as 18:00

Humanidade lida com ameaça ‘cataclísmica’ de asteroides, avisa cientista

Compartilhe:
12780406

Um grupo de cientistas insiste que os rochedos espaciais que chegam às proximidades da Terra representam uma séria ameaça para a humanidade e exigem o desenvolvimento das tecnologias necessárias para proteger o planeta contra eles.

Logo depois de a agência espacial NASA ter anunciado que um asteroide explodiu na atmosfera da Terra por cima do mar de Bering, com uma erupção aproximadamente 11 vezes maior que a da bomba nuclear jogada contra Hiroshima em 1945, a 1ª “nação do espaço”, conhecida como Asgardia, advertiu que a ameaça de rochedos espaciais caindo do céu não deve ser subestimada.

Extraterrestres com Terra em fundo (imagem referencial)
CC0 / PIXABAY
De ‘zoo galáctico’ a ‘quarentena’ espacial: por que não encontramos extraterrestres?

Jay Tate, diretor do centro privado SpaceGuard (Guarda Espacial) e cientista da Asgardia, afirmou que as agências espaciais públicas devem dedicar mais tempo e esforços para elaborar métodos para proteger o nosso planeta de Objetos Próximos à Terra (NEO, sigla em inglês), pequenos objetos do Sistema Solar cujas órbitas os trazem à proximidade da Terra.

“Os NEO representam uma séria, mesmo cataclísmica, ameaça à civilização humana, e ações devem ser tomadas agora para identificar os níveis de risco e desenvolver a tecnologia para proteger esta e as futuras gerações”, afirmou Tate, citado pela edição Sunday Express.

Ele indicou também que os asteroides não são as únicas coisas que podem ameaçar a humanidade, também as tormentas e erupções solares podem perturbar as redes elétricas e os sistemas de comunicação do planeta, pondo em perigo as vidas de bilhões de pessoas.

Anteriormente, o geofísico americano Jay Melosh traçou o cenário de um asteroide gigante de 370 metros vindo em direção à Terra, prevendo que tal impacto seria capaz de destruir cidades do tamanho de Boston.

No ano passado, o diretor da equipe dos NEO da Agência Espacial Europeia também disse que “caso um asteroide de 100 metros atingir a Terra, este causaria uma destruição significativa em uma área do tamanho da Alemanha, afetando mesmo as regiões adjacentes”.

Fonte: Sputnik

Deixe seu comentário: